Inicio | Programação | Simpósios Temáticos| Mini-Cursos | Oficinas

APRESENTAÇÃO

A "Semana de História" é um evento coletivo realizado pelo Centro Acadêmico, Coordenação e Departamento de História da URCA com o objetivo de oportunizar aos alunos, professores e comunidade em geral um momento de aprofundamento e reflexão acerca dos desafios e avanços que envolvem a disciplina História, particularmente as questões relacionadas a formação profissional, o ensino e a pesquisa no campo da história.. Assim como se constitui uma oportunidade de intercâmbio com profissionais e alunos de outras Instituições de Ensino Superior, no sentido de fomentar a troca de experiências e o conhecimento mútuo entre profissionais e formandos.

Partindo dessa perspectiva a XV Semana de História traz como temática central de discussão o ensino de História no contexto atual, particularmente as questões que envolvem a formação do historiador-professor, as práticas e os saberes que se articulam no ofício do ensinar história hoje. Dessa forma, corroboramos com uma trajetória de debate acadêmico acerca do ensino de História que nos últimos 10 anos tem se configurado como preocupação relevante entre os historiadores brasileiros, seja como objeto de um variado número de pesquisas de pós-graduação seja como tema de debates em eventos científicos e publicações. Essa realidade é, portanto, indicativa de que este não é mais um tema marginal nas áreas de História e de Educação no Brasil, conforme mostra os trabalhos de Thais FONSECA (2003), DIAS (2002) e ZAMBONI (2002).

O debate acadêmico sobre o ensino de História e a necessidade de continuar perseguindo novos parâmetros teórico-metodológicos para um ensino renovado e atualizado em relação aos avanços da Historiografia e as reformas do ensino no Brasil tem sido insistente ao mesmo tempo em que desafiador, sobretudo porque não podemos separar a formação, a investigação e o debate sobre o ensino de História do contexto e das demandas postas para esse ensino. Esse é sem dúvida um princípio básico para se compreender as mudanças operadas no ensino de História nas últimas décadas do século XX (Selva FONSECA, 2003), principalmente porque elas ocorrem articuladas às transformações sociais, políticas e educacionais de uma forma mais ampla, bem como àquelas ocorridas no interior dos espaços acadêmicos e daquelas decorrentes do campo da historiografia.

As mudanças no ensino de História no Brasil hoje são indiscutíveis, da mesma forma que é patente a influência da revisão historiográfica como pressuposto dessas mudanças, notadamente a prática pedagógica, a concepção de formação do profissional de História e a consolidação do ensino de História como campo de pesquisa.

Contudo, as interfaces do ensino de História com as mudanças teórico-metodológica da história, com o processo de revisão do ensino ocorrido no Brasil, em particular nos aspectos relacionados às práticas do fazer histórico no processo de ensino-aprendizagem, e com as demandas atuais colocadas pelo campo do ensino escolar da História, deve se constituir uma preocupação constante na pauta de discussão dos profissionais da história, em particular nos cursos que formam historiadores para também atuar no ensino.

Desse ponto de vista é que entendemos que o “fazer histórico”, conforme ressalta KARNAL (2003), é mutável no tempo, assim como é o seu exercício pedagógico. Por este pressuposto, diz o autor, “ensinar História é uma atividade submetida a duas transformações permanentes, do objeto em si e da ação pedagógica. O objeto em si (o fazer histórico) é transformado pelas mudanças sociais, pelas descobertas arqueológicas, pelo debate teórico-metodológico. A ação pedagógica, porque mudam seus agentes, as leis educacionais, a mentalidade de escola, e a concepção de educação”.

A compreensão acima explicita bem que o ensino de História envolve problemas de variadas ordens, concepções teórico-metodológico, filosofias da educação e a própria visão de mundo do professor, conforme ressalta o estudo de NUNES (“Concepções de mundo no ensino de História”, 1996).

Com base nesses pressupostos a XV semana de história da URCA pretende, a partir de um olhar indagativo de formadores, alunos e profissionais que atuam no ensino básico, discutir o ensino de História a partir de uma perspectiva que requer para o ensinar a compreensão de um conjunto de demandas que se fazem cotidianamente ao profissional da história. Porque, de forma imperativa e desafiadora, lidar com a história em situações educativas exige uma reflexão permanente acerca da formação, das práticas e dos saberes que constitui a história ensinada.

 

2- OBJETIVO GERAL

Proporcionar uma reflexão acerca das questões que envolvem o ensinar História, especialmente no que diz respeito à formação, práticas e saberes necessários para o exercício da docência em história diante das demandas e exigências posta para essa prática profissional na atualidade.

2.1- OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

- Refletir sobre a formação do profissional de história hoje com foco nas competências e habilidades exigidas para o trabalho do historiador em todas as suas dimensões, em particular na docência.

- Discutir as práticas metodológicas pertinentes ao ensino de História, com foco nas mudanças teórico-metodológica da história e nas demandas sociais da aprendizagem em história na atualidade.

- Refletir sobre os saberes que se articulam e envolvem o ensinar história no e seu fazer pedagógico.

- Dialogar e trocar experiências com os historiadores-professores que atuam no ensino básico.

3- METODOLOGIA

- Criação de comissões integradas por professores e alunos para a sistematização e organização do evento.

- Estabelecimento de reuniões semanais de todas as comissões.

- Estabelecimento de parcerias para a realização do evento, tais como URCA e Secretarias de Educação.

- Busca de apoio e patrocinadores.

4- REALIZAÇÃO

Centro Acadêmico de História.

Departamento e Coordenação do Curso de História/URCA.

5- PÚBLICO-ALVO

Professores e alunos do Curso de História e áreas afins.

Professores e alunos do ensino básico.

6- ATIVIDADES CULTURAIS

Exposições.

Apresentações culturais